Maratona de Revezamento Bertioga – Maresias 2013 – Etapa I

E de novo, eu tive uma primeira vez na vida. Aliás, quantas primeiras vezes não se tem na corrida, não é verdade? Primeiros 5K, primeiros 10K, primeira prova fora da cidade, primeiro tempo quebrado, primeiro sub 35, e assim vai!! Eu tive a minha “primeira trail running” e vou falar pra vocês que eu simplismente AMEIIIIIIIII!!!! =D

Como foi? Vou contar. Foi assim de sopetão, de repente, como o nome do blog já diz, eu tava lá, correndo uma trail running. Nem eu pensei que fosse participar da minha primeira trail oficial tão rápido assim… mas foi, e foi bom viu?!? Ahhhh se foi.

Tchô contar aqui pra vocês.
Semana passada, recebi o convite de uma amiga pra acompanhar ela na Maratona de Revezamento Bertioga-Maresias que rola 2 vezes por ano no Litoral de SP. A ideia era só ir lá, ver a galera correr, acompanhar a prova mesmo, entender como era todo o processo logístico, (porque vou te contar, é um mega processo logístico de carro indo e vindo) – mas eu já conto essa parte pra vocês. Enfim, fiquei super empolgada com a ideia. Bora lá assistir no sábado e pegar toda as energias pra correr a Athenas no domingo. 😉

Eis que, de repente, não mais que de repente, ela me joga a ideia de correr um trecho da prova. Assim, sem mais nem menos, eu já estava fazendo parte da equipe que ia participar de uma das provas mais divertidas de São Paulo. Meu trecho? O terceiro – só 6,8K. Facinho. Areia dura, praia, brisa… Super dentro. Bora descer e… mas espera, e a Athenas, o que fazer?!? Rapidinho joguei a ideia pra Dri correr no meu lugar. Toma aqui o kit. Vai lá amiga, um retão só. 10K pra que te quero. 😉

Pronto. Tudo agilizado, já posso me concentrar no meu percurso de sábado. E vamos pra praia.

Depois de um “pequeno trânsito” no caminho do Guarujá / Rio-Santos de apenas 2 horas parados no mesmo lugar (ninguém merece), chegamos com umas 3 horas de atraso de sono. Chegamos quase 1 hora da matina; Dormir pra que, né gente, se você só tem que acordar às 5:30 da manhã pra correr? beijooooooooo poft.

5:30 – o sono impera, mas é preciso. Vamos lá, correr, correr, correr…. (só mais 5 minutinhooooos).
5:50 – café da manhã reforçado. *eu não sou muito de comer antes de correr. Prefiro só um pãozinho com cream cheese, um suco, um leite e tá ótimo. Nada de estomago pesado.
6:10 – tchau. vou pra que carro mesmo?!? Me esperem!!!

Todos à postos, cada um indo pra sua posição. Uma viagem, né? Estávamos em Camburi, esqueci de falar, e voltei tudo de novo pra Bertioga, porque meu carro iria pegar os 4 primeiros trechos. Então, Bertioga City, here we go.
Adorei ver a largada. Todos animados, agitados, empolgados… Todo mundo querendo correr! \o/

Maratona Revezamento Bertioga Maresias 2013 - etapa I - largada

Mal o primeiro largou, já fomos para o PC1 (1ª posto de troca) pra encontrar com toda a galera. Deu um tempinho, o primeiro corredor chegou, e vambora pro PC2 pra eu encontrar a Sonia, (que correria o 2ª techo e me encontraria pra troca).

Maratona Revezamento Bertioga Maresias 2013 - etapa I - PC1

Enfim, chegou a minha vez. Estava ansiosa. Nunca tinha corrido uma prova assim, não sabia a rota direito, e se eu me perdesse?!? Ahhh vai saber. hahahahahaha
A Sônia chegou, passa chip e beijo… lá fui eu. Corri uns 700m em umas ruelinhas de terra batida do condomínio de São Lourenço e depois já fui pra praia. Ahhhh delíciaaaa, correr na praia, vento, brisa, surfistas, cheiro de mar…. águas vivas pra desviar, areia dura e ondulada… ou seja, pisar certinho nem pensar. O tempo todo olhando o caminho pra não torcer o pé.

Maratona Revezamento Bertioga Maresias 2013 - etapa I - Trecho 3
E daí, que eu comecei a sentir um pouco a tíbia (já vinha sentindo há alguns dias), dei uma caminhada de uns 20 segundos só pra ver se estava tudo ok e voltei a correr, até pq tem uma galera me esperando. Depois de uns 2,5km vi que os corredores estavam entrando por uma trilha no mato. Mato?!? Mas ninguém me falou NADA de mato!! hahahahaha Não tem jeito, vamos pro mato. Trilha mesmo, pézinhos um na frente do outro. Mato altinho, grama, clareia eeeee…. matagal denso. =\ Alguns metros e vi um lamaçal na minha frente. No início eu tentei desviar, deixava alguns corredores me ultrapassar, mas depois desisti de ficar desviando. Botei o coitadinho do Asisc Kayano na lama, literalmente. Eu já tava bem suja, desencanada de qualquer coisa, pensando que correria praticamente o percurso inteiro ali, e foi quando de repente, hahahahahahaha, um rioooooo. Sim, um rio, bem lindo ali, na minha frente. Oi?!? Tem que atravessar mesmo? Nessa hora, um participante que tava bem na minha frente estendeu a mão pra me ajudar a atravessar: “passa por aqui que é seguro”. Ahh que fofo!! Atravessei. Nem lembrei de pochete com iphone e nada. (ainda bem que a água não chegou no meu shortinhos, senão ia molhar tudo e eu nem ia sentir) hahahahaha
Banho tomado, e vamos pro asfalto! Estrada Rio-Santos + subida, um trechinho de 2,5k que eu nem senti, tamanha era minha adrenalina na corrida. Resultado do meu percurso: 6,8K de areia + lama + rio + asfalto + subida (fora os extras) = 45min + tênis encharcado + perna cortada por um galho + superação + felicidade incondicional!! #neverevergiveup

Maratona Revezamento Bertioga Maresias 2013 - etapa I - Recompensa

O professor da minha amiga estava lá, me esperando, e já tínhamos que ir embora encontrar o resto da galera no PC5 (onde minha amiga ia chegar). Nesse ponto é onde todo mundo se encontra pra reorganizar os carros. Dá pra esperar um tempo lá, porque é o maior trecho (15K). Todo mundo trocando ideia e tals, minha amiga chegou e voltamos pra Cambury, para o penúltimo ponto de troca. O professor dela iria correr o trecho mais difícil, a Serra entre Boiçucanga e Maresias.

A prova total tem 75K e no final, não me lembro muito bem, mas acho que fizemos em umas 7/8 horas a prova – a largada foi às 7:45 e pegamos a medalha umas 16:15h mais ou menos, não me lembro!! O que importa é que estava todo mundo contente, feliz, animado, com gostinho de quero maisssss!!!

A prova em si foi muito bem organizada, já que ela é praticamente feita por toda galera que corre. No meu trecho tinha água e gatorade. Ajudou um pouco sim, já que meu trecho era curto, mas muitos corredores reclamaram que no trecho deles tinha poucos pontos de água. Nos pontos de troca também não tinha nem um copinho d’água. Ponto negativo, bem negativo mesmo. Todo mundo chega com muita sede e precisa de hidratação.

Outra coisa que queria pontuar aqui, é que muitos moradores comentaram que após o término da prova, muitas garrafinhas d’água foram deixadas na praia. Até onde sei, a organização do evento é responsável por recolher os copinhos de água que os corredores tomam durante a prova. Outro ponto negativo pra prova. Uma ideia seria colocar latões de lixo no decorrer do percurso para que pudéssemos jogar nossos copinhos depois de nos hidratarmos!! #ficadica

Semestre que vem tem a 2ª etapa e é lógico que eu vou correr. Quero ver se faço o mesmo trecho, até pra ver se melhoro meu tempo!! 😉

E quero muito Trail Running na veia, porque é bom demais!! Adrenalina pura!! \o/

Anúncios

4 thoughts on “Maratona de Revezamento Bertioga – Maresias 2013 – Etapa I

  1. Eu tb participei. Fizemos revezamento. nossa equipe êh composta por mulheres entre 35 a 50 anos. Participaram 8. Eu me dei um enorme presente quando introduzi este habito na minha rotina, que foi a corrida.
    Estou de bem com a vida.
    Malu Figueiredo

  2. Pingback: Corrida: certeza que escolhi o esporte certo. | De repente... Atleta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s