Maratón de Santiago 2014: Cada km uma vitória.

Tudo começou com uma ideia maluca, de uma amiga mais maluca ainda, que disse para mim e para uma amiga que conseguiríamos correr 21K. Eu nunca tinha passado de 10K na vida. Já tinha feito umas corridas malucas de montanhas, diversas corridas noturnas, já tinha melhorado tempo, já tinha corrido pra caramba… mas nunca, nunca tinha pensado que eu poderia completar uma prova de 21 kms!! E foi assim que tudo começou….

Isso foi lá por meados de Novembro/2013, em Campos do Jordão, enquanto esperávamos para correr a Mountain Do. Ideias e mais ideias vinham na cabeça, e a amiga maluca (que eu amo de paixão) falou que para não pensarmos no sofrimento, para o psicológico não nos matar, o ideal seria fazer uma corrida fora de São Paulo, onde não tivéssemos referência nenhuma de distância. Só assim pra despistar a mente.

Veio então a possibilidade de correr na Argentina: a Meia de Buenos Aires. Alguns amigos já tinham corrido lá, e diziam que era um percurso bem plano –  o que eu realmente precisava.
Mas então, uma das nossas Runners Friends foi morar em Santiago do Chile e sugeriu corrermos a Maratón de Santiago. Plim!! A ideia veio como um brilho para os olhos. Percurso suave (digamos assim), cidade nova, país novo, friozinho!!! Por que não?!?

santiago_02
Boraaaa fazer os planos de viagem, passagens e se inscrever na corrida!!
Em menos de 1 mês já tinhamos tudo pronto! E ainda faltavam mais de 4 meses!! Uma eternidade, mas tempo suficiente para focar nos treinos!!

Posso dizer que não fui um primor nos treinos. De início comecei a seguir a planilha da Nike+, era bem puxado, e pro deserto que fazia aqui em São Paulo nos meses de Janeiro e Fevereiro, foi bem sofrido!!! Comecei então a seguir a Planilha do Branca Esportes. Foi mais suave, no início, depois vieram os treinos de 13k, 15k, 17k… Queria morrer!!!

Completei meus primeiros 13K na Cidade Maravilhosa!! Quase morrendo, sim, mas completei!! Fiz em 1h39m!!
Depois vieram os treinos funcionais, musculação e corridinhas de 8K, 6K, 10K. Tinha medo dos “depois dos 13K”, de verdade!!
Chegou o Carnaval e na Planilha tinha 15K pra treinar. Sem choro nem vela, fomos eu e a Ju encarar as montanhas da Baleia, Camburi e Boiçucanga!! Finalizei meus 15K em 2h09m – muito calor, mto sol, mto suor!!!
Ainda tinha 18K pra fazer, mas meu coração e meu corpo imploraram para eu deixar pra depois!! E o depois só veio com os 21K…

IMG_0388

Os 21K…

E chegou o tão sonhado dia!!!
Hora de pegar o avião e ir rumo ao Chile. Bora ver aquelas Cordilheiras lindas bem de pertinho!!
Fui na sexta bem cedo. Aproveitei para buscar o kit no mesmo dia e ver como estava a expo. Bem movimentado, mas ainda não estava todo mundo. Muitaaaaaa gente só ia aparecer no sábado mesmo. A brasileirada em massa!!!
Aproveitei para passear por Santiago e conhecer um pouco mais… fizemos isso sexta e sábado!! Foi uma delícia, porém precisava descansar. Meus pézinhos estavam pedindo arrego, e com um bom propósito!!!

Sábado à noite fizemos uma deliciosa macarronada na casa da Tay e fomos “tentar” dormir cedo!! A ansiedade era monstra!!

6:00 – Hora de acordar e fazer todo ritual pré-corrida!! Comi só uma banana. Não queria nada pesado no meu corpo. Minha preocupação master é sempre com meu intestino que funciona melhor que o relógio!! hahahahahaha
7:00 – Momento frioooooo na veia. Devia estar uns 7 graus a hora que saímos de casa pra pegar o metrô!
7:15 – Metrô Maratón de Santiago: só tinha corredor!! Nunca vi isso!! Tava demaissss!! 😀
7:30 – Momento Tô Completamente Perdida: Pra quem não sabe, Santiago só amanhece às 8h da matina, por aí. Quando saímos da estação estávamos completamente perdidos. Cadê o “guardarupia”?!? Tinhamos milhares de coisas pra guardar!! Pergunta daqui, dali, e enfim, achamos \o/ – ufaaaaa!!!
8:20 – Momento xixi: É, aquela hora que já era pra você estar na largada e você ainda tá procurando o banheiro hahahaha
8:45 – Momento Cadê meu Celular?: Sim, existe esses momentos “cadê meu óculos” com o celular tbm!!! Quase morri do coração nesse instante hahahaha
9:07 – Largueiiiiii!!!

Logo depois que passamos o pórtico, a Ju falou que iria correr ao meu lado, pra irmos juntas!!! Foi a melhor ideia que ela teve, por que, sem querer, querendo, ela foi a minha pacer, e pra mim foi incrível, porque eu não olhei pro Garmin em nenhum momento da corrida. Era sempre a Ju que controlava nosso pace.
Não vou esquecer quando logo que largamos, as pessoas começaram a nos ultrapassar e a Jú me falou: “Fica tranquila! Mais pra frente estaremos inteiras e vamos ultrapassar todos esses corredores!!” 🙂

5K – Nos 5 primeiros kms eu senti que estava correndo muito bem! Não estava cansada, nem ofegante, nem com dor. Tava lindo!! Como era “descida”, o esforço foi tranquilo. Logo chegou o primeiro Ponto de Hidratação e mandei Gatorade e Água pra dentro. Depois tomei meu primeiro GU 20% cafeína – conforme dicas do Armandohttp://atriathlon.wordpress.com/ – VALEU MUITOOOO SUAS DICAS 😉 e fomos embora.

10K – Dos 5 pros 10 kms sentimos o tal “falso plano” que os maratonistas falavam. Uma leve subida, que você não percebe, mas seu corpo sente. Meu joelho que o diga. Ele percebeu muito!! Essa hora foi o meu momento de pânico da prova inteira. Meu joelho direito começou a doer muito. Uma dor bem forte, que batia toda vez que eu tocava o pé no chão. Comecei a rezar, fazer pensamento positivo, pedir pra todos os santos e falar: “meu joelho vai aquecer. meu joelho vai aquecer. meu joelho vai aquecer.”!! Eu não podia parar ali. Não podia de jeito nenhum!! Eu tinha que terminar aquela prova nem que fosse engatinhando. Bebi só Gatorade e mandei mais um GU pra dentro – dessa vez um power GU – ROCTANE – que não tem aqui no Brasil!! TRISTEEEEE!!
Nessa hora, a Ju falou nosso pace e nosso tempo: tínhamos fechado 10K em 1h12m com pace de 7:13. Estava ótemoooooo, não tava com a mínima pressa!

FrameMagic

15k – Mais subidas por vir. Não tinha muito o que fazer a não ser curtir a corrida, o público da rua que dava um super incentivo, as câmeras voadoras, as bananas oferecidas pela galera de apoio da corrida, a paisagem linda, com casinhas, muito verde… e as músicas do meu playlist!! Ah, não sentia mais meu joelho. Tudo tinha voltado ao normal!! Thanks God! Mais um Ponto de Hidratação: Momento Gatorade e água (mesmo sem sede nenhuma). E bota mais um GU pra dentro – do super power!! Nossa parcial aqui estava em 1h47m / pace de 7:10.

Rumo aos 21K – A glóóóóóória veio à partir do 16K. Descidaaaaaaa!! Descida de verdade mesmo!! Foi o momento em que liguei o piloto automático e a Ju falou pra mim: “Olhaaaa Carol, a placa dos 17K!! A gente chegou nos 17K!! \o/” (quase chorei de lembrar agora rssss). E bora pra descida. Nessa parte da corrida demos uma empolgada, começamos a passar muitos corredores que estavam começando a ficar cansados. Foi quando lembrei da frase da Ju bem no começo da prova!! 🙂
Lá pelo km 19 tinha mais um Ponto de Hidratação. Peguei Gatorade e Água, mas não tomei o GU. Deixei pra se precisasse mais tarde. Daí veio uma curva pra entrarmos na avenida principal e lembrei do mapa do percurso: era a reta final da prova e essa parte era declive. Ahhhhhh que tudoooo!!! Eu estava chegando!! Mil coisas começaram a vir na minha cabeça, mas não queria me distrair porque ainda tinha 3K pela frente! Prestava atenção em tudo, via os corredores dos 42K do outro lado da avenida, crianças, banda… tinha de tudo naquela prova!!

IMG_0581

Último KM – a Jú quis dar um pique, mas eu fiquei no meu piloto automático, que gradativamente ia aumentando a velocidade. Esse foi o momento em que eu tinha certeza que eu iria fechar meus 21K CORRENDO, como era o que tinha posto na minha meta. E foi então que vi o pórtico, a música, os outros corredores, e fui ultrapassando, e comecei a chorar, e a erguer os braços e a agradecer a todos por ter conseguido chegar até lá!!!

2h31m17s depois eu era uma MEIA MARATONISTA!! Eu tinha completado meus primeiros 21K da vida sem caminhar, com todas as dores no joelho, abaixo da minha meta prevista!!!
Não era sonho, não faltavam dias… eu estava ali, 21K depois!!!

IMG_0639Chorei, pulei, gritei!! \o/ Eu SOU 21K!!

Agora eu tenho certeza que todos os sonhos são possíveis!!! Há 3 anos atrás eu era sedentária e fumante… e hoje… \o/!!! 😀

Obrigada a todos que acreditaram em mim, que me deram força, à vocês daqui do blog, da FanPage, aos meus amigos corredores virtuais, aos meus amigos que me acompanham nas loucuras desse vício que se chama corrida!!!
Valeu por tudo!!!! Essa foi a meta mais difícil até agora, mas eu fui lá e fiz. Com medo, com sono, com dor, com frio!!

IMG_0707

 

…e partiu pra Golden Four Asics SP em Agosto!! 😀

Anúncios

17 thoughts on “Maratón de Santiago 2014: Cada km uma vitória.

  1. Posso confessar? Emocionei-me lendo teu post… Ai… ainda faltam meses para minha primeira meia… e estou ansiosa, com medo… Mas, eu, ao contrário, correrei “em casa”… vamos ver no que dá!
    Parabéns!!!!

    • Carla, o q eu posso te aconselhar é ACREDITA E VAI!!
      A gente acha que não consegue, mas consegue sim!!
      Liga o som, aprecie a vista, veja os detalhes da cidade… assim você não conta km e corre sem perceber!! 😀
      bjssss e quero saber tudoooo!! vai me contando!!!

    • Tava tudo mto lindoooo!! Um frio de matar, mas acho que foi isso que ajudou no meu desempenho na prova. Corro muito melhor no frio rssss
      Bjssss e parabéns pra nós!! Fez qto?!?

  2. Muito bom Carol.
    Também estive la. Tenho foto da cordilheira do avião, da Estacion Mapocho, da chegada….
    Muito gratificante ler seu relato que de algum ou alguns modos, muito parecido com o que seria o meu se escrevesse tão bem como vc.

    • Oi Valdecyr!! Thanks!!
      Imagina, nem escrevo tão bem assim… rsss Só falo o que vem na mente mesmo!! 😉
      Tava tudo muito lindo, não é mesmo?!? Amei! Ano q vem quero voltar!
      Vc correu quantos K?
      Bjssss

      • Oi Carol
        Fiz a 1/2. O clima frio me ajudou muito. Disse a alguns amigo do clube que corro ( http://www.clubedecorrida12km.com.br) que treinei no “inferno” e corri no céu.
        Corro desde julho de 2013 por incentivo de duas filhas. Em setembro passado fiz a 1/2 de Buenos Aires junto delas em 2:29 hrs. Gostei pois treinei apenas 50 dias um total de 150 km. Agora em Santiago fiz surpresa a elas, so contando que estava la no momento que retirava meu kit no sábado. Fiz a prova 1:53 hrs. Isso deixou todos meus filhos e esposa orgulhosos e minha auto estima la nas alturas. Afinal faço 57 anos no meio do ano.
        Como vc, me emocionei antes, durante e ainda fico emocionado quando relembro a prova e todos meus treinos, muitos deles solitários pelas estradas rurais onde passo a semana.
        Boa Páscoa

  3. Aêee Carol, super mega hiper parabéns.
    Quando você veio com aquela estimativa louca de 3h eu ri. Sabia que você ia se superar. Seu relato está uma delícia de ler e fui sentindo contigo cada emoção. Essa sua amiga (Ju) é uma fofa. Ter um pacer assim na estreia é top demais. Parabéns para as duas. Lindo!
    Dá uma animação em treinar, em correr, seguir no esporte, né?!! Curte essa vibe. Você merece! Parabéns Meia Maratonista!!!!
    beijos
    Helena
    Blog Correndo de bem com a vida
    @Correndodebem

    • Thanks Helena!!
      A Ju é uma amigona!! Super parceira!! 😀
      Vc vai conhece-la na Wings!!
      Agora já to até com umas ideias aí de corrida…. eu e minha amiga maluca!! hahahaha
      Bjs

  4. Parabéns, Carol! Tu sabes que minha primeira meia maratona foi tão emocionante que eu tatuei o número da minha inscrição??? rs Sério!! Arrasou, guria!!! Mil beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s